No Flagra – A Univesp bem debaixo do seu nariz…

Na última sexta-feira (16 de março) à noite, estudantes do curso de Geociências procuraram os companheiros que participavam da reunião da chapa “27 de Outubro” trazendo uma denúncia:
Um acordo feito às costas de todos na faculdade (dos estudantes e, inclusive, até onde se sabe, de parte dos próprios professores que dirigem o curso) entre a TV Cultura e a universidade permitiu que uma equipe de filmagem gravasse as aulas do curso para posterior exibição no programa de Ensino à Distância chamado “Cursos Livres”, que será exibido em um canal de televisão, o chamado, Univesp TV.
Os estudantes que participavam da aula do Sistema Terra, disciplina básica para os estudantes do primeiro ano, foram obrigados a assinar um termo de concessão de imagem, já que sua presença na sala de aula estava sendo gravada.
A presença da equipe de filmagem, com dois câmeras, uma produtora e uma editora, deixou os estudantes bastante inibidos e fez até com que alguns saíssem no meio da aula.
O estudante do primeiro ano, Ricardo, disse ao Jornal da USP Livre!, que se sentiu “bastante intimidado com a presença das câmeras”.
Segundo uma aluna que não quis assinar o termo de uso de imagem foi “orientada” pela editora do programa a sentar “no cantinho da sala para não atrapalhar a filmagem”.
A editora, Daysi, disse que o “a filmagem foi acordada com a direção da faculdade” e que este tipo de gravação de aulas já está em andamento em outros cursos da USP, como por exemplo, na Oceanografia e também na Unesp e Unicamp.
A medida que a aula transcorria estudantes de outros anos se aglomeraram na frente da sala de aula para discutir o que fazer. Neste momento a vice-coordenadora do curso, Eliana, disse que não estava sabendo do ocorrido e que iria se informar para esclarecer os estudantes.  Alguns estudantes disseram que o diretor do curso também havia declarado que não sabia das filmagens e que o acordo teria sido feito com os professores.
A aula do Sistema Terra estava sendo ministrada pelo professor titular Wilson Teixeira, que é conhecido por ter obrigado os estagiários da Estação Ciência a trabalharem mesmo sem receber, em 2007, em meio a ocupação da reitoria e a greve dos estudantes.  Segundo os alunos, o professor estava bem à vontade com a presença das câmeras.
A gravação das aulas é parte da política de privatização da universidade que vai provocar a criação de cursos virtuais e o fechamento de cursos e vagas presenciais. Estudantes, fiquem atentos!

Aula de geociências sendo filmada na USP.

2 comentários

  1. COMUNICADO
    Em função das preocupações manisfestas por alunos do Ligea e de sua representação discente, a Comissão de Coordenação do Curso vem por meio deste comunicado prestar esclarecimentos sobre as filmagens ocorridas nas aulas do Sistema Terra, ministradas pelos professores Wilson Teixeira, Paulo César Boggiani e Veridiana Martins.
    As filmagens são realizadas pela Univesp TV, canal digital aberto e educativo da Fundação Padre Anchieta, em sua programação denominada “Cursos USP”, em que gravam, de forma independente, aulas de graduação e pós-graduação de vários cursos de universidades públicas para exibir em sua programação.
    Houve uma consulta prévia ao Diretor do Instituto no mês de fevereiro deste ano; conforme esclarecimentos feitos pela responsável, as gravações não são feitas para serem usadas no curso de Licenciatura em Ciências (EaD) da Univesp. Os professores foram previamente consultados e concordaram com as gravações, exclusivamente das aulas teóricas. Em vista destes entendimentos, o Diretor as autorizou.
    Entende-se que estas atividades podem ter grande valor para a divulgação do curso de Licenciatura em Geociências e Educação Ambiental, em prol da inserção dos egressos do curso no mercado de trabalho. Também se considera que esse material poderá ser de interesse para os alunos, que poderiam consultá-lo, para revisão das aulas, conforme informado aos alunos no primeiro dia das aulas do Sistema Terra. Na oportunidade, os alunos foram incentivados pelo professor a formularem perguntas sobre o conteúdo ministrado nas aulas teóricas, independentemente das filmagens, uma vez que o produto final seria cuidadosamente editado para a apresentação na TV e de modo a não trazer constrangimentos aos alunos– conforme foi garantido pela jornalista responsável. Cabe também esclarecer que as filmagens não visam ou trazem benefício financeiro aos professores.
    Cumpre ainda esclarecer que o documento entregue aos alunos para cessão dos direitos de imagem no primeiro dia de aula é um documento formal necessário para a realização das gravações e posterior exibição. O aluno não é obrigado a assinar o termo em momento algum; neste caso sua imagem não deverá ser usada pela TV Cultura.
    A Licenciatura em Geociências e Educação Ambiental não será transformada em um curso à distância, uma vez que foi criada por decisão democrática do Conselho Universitário da USP como curso presencial. Portanto não haverá migração para um curso à distância, pois o Regimento da USP garante seu desenvolvimento como curso presencial. Assim, o aluno deverá freqüentar as aulas do curso e ter presença mínima de 70% como está no regimento da USP.
    Os alunos poderão rever as aulas no canal 2.2 da TV Cultura (em horários pré-determinados na grade deste canal) ou pelo site http://www.univesp.tv.br, conforme foi informado nas duas aulas já ministradas.
    A estréia do programa Sistema Terra aconteceu no último dia 15/03. As aulas serão transmitidas as quintas, sextas e sábados, às 19h00, com reapresentação, respectivamente, na sexta, na segunda e na terça, às 11h. Cada aula gravada resulta em três programas de 30 minutos.
    Espera-se, desta forma, ter esclarecido as dúvidas que surgiram.
    Espera-se também que qualquer tipo de dúvida futura em relação ao curso seja conduzida por meio do diálogo.
    Estamos dispostos a conversar sobre qualquer assunto que se relacione ao curso, no intuito de sempre melhorar o que for necessário.

    São Paulo, 19 de março de 2012.

    Comissão de Coordenação do Curso de Licenciatura em Geociências e Educação Ambiental.

    Curtir

Os comentários estão desativados.