As aventuras de Rodinhas – Episódio de hoje: A rainha de copas

Um rei, às vezes, recebe a visita de outras dignidades estrangeiras. E isso é tanto mais importante, quando as visitas provêm de lugares longínquos. Desta vez, quem visitou o rei Rodinhas, atraída por sua fama de homem que distribui os melhores donativos a quem o obedece, e pune com rigor a quem o desobedece um mínimo que seja, foi a Rainha de Copas.
Fazia muito tempo que a Rainha de Copas não saía de seu reino, porque achava que não valia a pena visitar reis frouxos e conversadores.
− Uma rainha não deve conversar, e sim ordenar: Cortem a cabeça!
O rei Rodinhas ficou maravilhado com a visita. Preparou o máximo de honrarias em sua corte. Para homenagear a Rainha de Copas, resolveu cortar algumas cabeças. Escolheu o período certo para isso: quando seus súditos estavam ausentes, ele preparou uma festa magnífica, e até pediu para que alguns dos nobres de seu reino confirmassem a gravidade dos crimes dos acusados. Todos eles assentiram. Aliás, um dos nobres, que podia questionar o procedimento do rei, nem sequer foi chamado, para garantir a unanimidade.
Com tantas provas e testemunhos, o juiz acatou, tremendo, a decisão do rei Rodinhas, pois sabia que, se a sua cabeça de magistrado não fosse cortada, ao menos a sua fonte de ouro o seria.
Eis que um juiz injusto resolveu revogar uma das sentenças reais! O rei Rodinhas não aceitou e mandou cortar a cabeça desse juiz. Para isso, adiou a partida da Rainha de Copas. Quem sabe o juiz não volte atrás e aceite a justiça de uma Rainha que veio de tão longe para ver a justiça ser executada:
− Cortem a cabeça!
por Reginaldo Parcianello