A reitoria mentiu [de novo] sobre o Circular

As atividades do chamado “Circular Cultural” ficaram apenas nas promessas de Rodas. O início definitivo de suas atividades está marcado para ocorrer entre o final de abril e início de maio. A chefe técnica da divisão de comunicação institucional da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão afirmou que o programa vem passando por suas etapas de implantação desde a Semana do Calouro.
Diferentemente do que a reitoria divulgou no início do ano, o circular se chamará “Giro Cultural”. Evani Sá declarou ao Jornal do Campus que “Inicialmente, pretendemos fazer uma viagem pela manhã por pontos como o MAC e o IEB, com visitas nesses locais”,“será uma demonstração do campus aos estudantes com paradas nos locais. Mas, com o tempo, haverá uma intensidade maior nas visitações”.
Segundo o que dizem agora “as segundas, quartas e sextas-feiras haverá visitas monitoradas entre 14 e 15h30 passando por IEB, MAC, Museu do Brinquedo e Paço das Artes; além do tour monitorado pelo campus entre 9 e 10h30. Às terças e quintas-feiras as visitas serão entre as 9 e 10h30, passando pelo Acervo da Geociências, FMVZ (Anatomia e Veterinária), IB e IO; tour entre 14 e 15h30.” (“Circular Cultural muda nome e não atende a terceirizados”, Jornal do Campus 1ª quinzena de abril/2012)
Ou seja: mais uma mentira da reitoria está sendo desmascarada. Contrariando todas as declarações dadas anteriormente pela reitoria, o atual trajeto do circular será exclusividade do ônibus da SPtrans, cujo acesso gratuito se dá exclusivamente pelo BUSP e continuará deixando de fora os trabalhadores terceirizados da USP, os estudantes que fazem parte de programas de intercâmbio e toda a população que frequenta a USP, mas não está regularmente matriculada.
A. T.