Bandejão do Largo S. Franciso está proibido para não-alunos da faculdade

Escrevo porque acredito que todos temos um problema e devemos pensar juntos uma maneira de resolvê-lo. Todos devem saber que a partir de amanhã [hoje], dia 23 de abril,  começa a valer uma proibição que impede que os não-alunos da Faculdade de Direito utilizem o restaurante da COSEAS instalado naquela faculdade. Mas não podemos aceitar essa proibição porque ela significa uma restrição aos nossos direitos. Ela significa perder, da noite para o dia, e sem justificativa aceitável, um direito do qual já usufruímos. Gostaria, portanto, de propor um debate aqui para que possamos encontrar uma solução. Não tenho nenhuma idéia efetiva do que realmente podemos fazer, mas acho que várias cabeças pensam melhor do que uma, além do que, de fato, o problema não é individual, mas de todo um grupo, que a partir de amanhã acorda com um direito a menos. Portanto, conto com a idéia de todos para que encontremos conjuntamente uma solução. Também peço para adicionarem à lista de e-mail outros conhecidos a quem o problema possa interessar.
A princípio penso que devemos todos nós, como grupo organizado,  tentar uma reunião com a COSEAS/SAS, na pessoa de seu superintendente, o Professor Waldyr, e negociar a revogação dessa proibição (que aliás, me parece que nem oficial é, pois não encontrei ainda nada no site da COSEAS). Essa é só uma primeira idéia, mas a discussão está aberta e conto com a colaboração de todos.

Obrigado pela atenção,

William A. Silva

PS.: descobri que os próprios alunos da Faculdade de Direito também estão se mobilizando contra essa proibição. Eles estão discutindo isso no Facebook. Quem souber de mais alguma coisa a respeito, avise.