USP: há 245 dias sob intervenção policial | DCE, nas mãos da “Não vou me adaptar”: totalmente adaptado…

Desde 8 de setembro do ano passado, quando a reitoria firmou o convênio “USP-PM”, a Cidade Universitária foi colocada sob estado de sítio. Patrulhada pelos mesmos policiais militares envolvidos em denúncias de corrupção e de aliciamento pelo crime organizado, a USP está sob intervenção da polícia, violenta e corrupta tal como ela é.

Há algumas edições, o Jornal da USP Livre! passou a contar os dias desta operação criminosa.

Por reconhecer igualmente a importância da resistência dos estudantes, acrescentamos a partir deste número a denúncia de que o bloco pelego que se elegeu recentemente para o DCE (chapa “Não vou me adaptar”, Psol+PSTU e congêneres) não está movendo uma palha para impulsionar a luta dos estudantes contra a ditadura do reitor-interventor e a privatização da USP.

Lançamos, assim, a campanha: “Tira o pijama, DCE!”

A redação