Uma foto bastante comprometedora

A foto do chá da tarde promovido pelo reitor-interventor João Grandino Rodas aos membros da “Reação”, apelidados de “rodinhas”, foi motivo de chacota nas redes sociais.

A foto foi divulgada em um blog de um dos membros da chapa. A descrição da foto comprova que os “rodinhas” são mesmo meninos de recado do reitor:

“O encontro promete marcar de maneira contundente e definitiva a relação entre as partes envolvidas. O reitor professor João Grandino Rodas ofereceu um chá para integrantes da chapa Reação que disputou a eleição do DCE da USP em 2012. O grupo Reação prega o diálogo como forma permanente de entendimento entre estudantes e a direção da universidade”, declarou o membro da chapa em seu blog.

“A reunião foi marcada com o objetivo de modificar a forma reivindicatória usada pelas lideranças estudantis até então e criar um canal de diálogo permanente. O reitor acolheu o grupo com grande atenção e informou que receberá os representantes dos estudantes de forma regular e procurará dentro do possível atender as solicitações encaminhadas”.

Pode-se notar que os membros da chapa, que sequer foram eleitos para a direção do DCE, já se arrogaram o papel de “lideranças estudantis”.

O tratamento dispensado aos “rodinhas” é o oposto do dispensado aos estudantes, funcionários e professores da USP.

A ADUSP foi interpelada judicialmente pelo reitor, a direção do Sintusp está sendo processada por Rodas, até mesmo a diretoria de uma das mais tradicionais faculdades da USP, a Faculdade de Direito, é vítima da truculência do reitor. Rodas ainda move mais de 80 processos contra estudantes e formou uma comissão para eliminá-los da universidade. O tratamento contrasta com os privilégios concedidos ao grupinho de estudantes direitistas.

A “Reação” contou com o apoio de toda a máquina burocrática da universidade e com o financiamento aberto do PSDB, como denunciou um de seus jornais no interior de São Paulo.

Esse é mais um fato que comprova para os ingênuos que acreditaram no conto de fadas do “apartidarismo”, da “independência em relação à reitoria”, que a chapa “Reação” era e continua sendo a chapa dos meninos de recado de Rodas e do PSDB.

L.G.