1 ano de Jornal da USP Livre! A voz dos estudantes contra a ditadura na universidade

Hoje, 7 de novembro, o Jornal da USP Livre! completa um ano de existência.

O jornal é uma iniciativa dos estudantes que lutaram contra a PM e a reitoria no final do ano passado e que estiveram à frente de importantes mobilizações como a ocupação da administração da FFLCH e da reitoria.

Chegamos à nossa edição de nº 78 com mais de 320 mil exemplares distribuídos, mais de 660 matérias, notícias, denúncias, testemunhos, historinhas, crônicas, críticas, poesias, músicas, charges e uma infinidade de contribuições de estudantes que encontraram no jornal uma forma de expressão.

Com tiragem média de 3.000 exemplares o jornal tem regularidade quase diária e em algumas edições especiais chegou a 7.000 exemplares. É distribuído nos campi da capital e tem leitores cativos em diversas unidades da USP.

Agradecemos, aqui, também aos nossos “assinantes”, os moradores do CRUSP que recebem seus exemplares regularmente em cada um dos mais de 500 apartamentos da moradia estudantil.

O primeiro número do Jornal foi publicado no dia sete de novembro de 2012, durante a ocupação da reitoria da USP, aliás, na véspera da violenta desocupação pela PM que prendeu 73 estudantes. Desde então o jornal acompanhou o dia-a-dia da universidade com notícias e textos de debate sobre diversos temas relacionados ao movimento estudantil, e à luta democrática de estudantes, funcionários e professores contra a ditadura do reitor-interventor João Grandino Rodas.

O jornal é sustentado pela contribuição voluntária dos estudantes que depositam suas moedinhas nas latinhas de coleta; pela venda de rifas e de depósitos na conta emprestada de um dos colaboradores. Ele acompanha de perto o andamento dos processos contra os estudantes e esteve presente nos principais eventos de luta da comunidade universitária ocorridos nos últimos meses.

O USP Livre! virou referência para a divulgação de eventos organizados pelos estudantes. Mas é também, e principalmente, uma tribuna para os estudantes denunciarem as atrocidades cometidas pela reitoria. A última delas foi a descoberta de câmeras escondidas em quadros no Bandejão Central.

Diferentemente dos demais órgãos de imprensa que circulam na universidade, o USP Livre! tem como objetivo ser a expressão de luta por uma universidade pública e gratuita, sem PM, sem o Rodas e na defesa do Poder Estudantil.

Agradecemos a todos os colaboradores e simpatizantes e convocamos a todos a fazer parte deste projeto.

Vida longa para o Jornal da USP Livre!

 

 

A REDAÇÃO