Guarda universitária: o espião da reitoria

Guarda Universitária filma estudantes em atividade política
Guarda Universitária filma estudantes em atividade política

Na tarde da última terça (19), o bandejão da USP foi palco de mais uma demonstração da ditadura na universidade. Os agentes da Superintendência de Segurança (SS) filmaram os estudantes que promoviam panfletagem na hora do almoço. Os estudantes organizaram a atividade para protestar contra o processo criminal pelo Ministério Público. Se condenados os estudantes podem pegar ater oito anos de cadeia.
Os agentes da SS também tentaram impedir que estudantes da AJR (aliança da Juventude Revolucionária) colhessem assinaturas do abaixo assinado contra os processos e o convênio USP/PM na sua banca. A guarda investiu contra os estudante no momento em que estes armavam sua barraca para iniciar a coleta de assinaturas.
A SS do Rodas  foi acionada para bater foto de dois companheiros que pregavam cartazes em tapumes das obras da ECA  Os cartazes diziam Não aos processos dos 72 estudantes da USP”. Os cartazes foram arrancados de vários locais como: Bandejão, Eca, FEA, Poli.
Os três incidentes ocorrido no segundo dia de matrícula estão longe de ser casos isolados. A reitoria montou um sistema de vigilância para punir os estudantes. Várias denúncias revelam o esquema da reitoria. O caso mais recente foi o das “câmeras espiãs” que foram encontradas na entrada do bandejão.
Os três casos ocorridos no segundo dia de matrícula demonstram o estado de sítio imposto na USP. A guarda universitária persegue os estudantes e procura inibir as atividades do movimento estudantil, como a distribuição de panfletos e colagem de cartazes.  A reitoria quer impor um clima de terror. Rodas pretende manter a ditadura e a política de repressão contra todos que se opõem ao seu projeto de privatização.
O sistema de repressão mostra a necessidade da organização dos estudantes para denunciar todos os abusos da agentes da SS do Rodas. O movimento estudantil deve exigir o fim de todo o esquema de repressão montado contra os estudantes.