Dia 27/5 às 18h na História e Geografia: Todos à assembleia geral

Apesar de a direção do DCE (Psol/PSTU) ter se oposto, o Conselho de Centros Acadêmicos, realizado no último sábado, dia 18, aprovou a realização de uma Assembleia Geral dos Estudantes.

Esta assembleia, mesmo contra a vontade da direção do DCE, tem que ser um eixo para a luta contra o processo aos 72 e a todos os processados e perseguidos pelo reitor interventor.

Como o DCE não tem o mínimo interesse em realizar esta assembleia, tanto que não está convocando com panfletos, passagens em salas de aula etc. Sua tentativa é que esta seja uma atividade esvaziada.

É necessário, a partir desta assembleia, reorganizar a luta contra os ataques do reitor interventor. Nesta assembleia deve servir para discutir medidas práticas para uma campanha política ampla que mobilize estudantes dentro e fora da USP e que reúna todos aqueles que estão de fato interessados em lutar contra a política de Rodas em privatizar a universidade.

A assembleia acontecerá na próxima segunda-feira, dia 27 de maio. Deve ser convocada em todos os cursos e servir como um ponta pé inicial para retomar a campanha contra os processos aos 72 estudantes da USP.

É necessário que se faça uma ampla convocação da assembleia para não dar margem para que a direção do DCE tente inviabilizar, mais uma vez, a mobilização estudantil.
Nossas propostas para a assembleia geral

Manutenção das pautas do movimento:
– Fora PM!
– Fora Rodas!
– Fim de todos os processos contra estudantes, trabalhadores e professores!
– Assembleia nacional contra a repressão
– Eleições para reitor? Abrir um amplo debate sobre o poder na universidade
– Contra as catracas, câmeras e todas as medidas repressivas da reitoria contra os estudantes
– Abaixo a Comissão da Verdade do Rodas. Por uma Comissão da Verdade da USP independente da Reitoria