Estudantes da Universidade Estadual Paulista campus de Rio Claro decidem por greve dos estudantes*

Imagem
Unesp Rio Claro se junta as demais unidades da Unesp em greve.

 

No último dia 23/05 foi feita uma assembleia com 426 estudantes presentes onde que quase por consenso foi deliberada a greve dos estudantes, pautada contra o PIMESP, um programa criado pelo governo tucano para excluir de vez o jovem oriundo de escola publica, negros e índios. Pessoas que construíram nosso país estão sendo jogadas às margens da universidade e do acesso ao conhecimento por naturalizarmos o problema da educação básica no nosso país.
A greve está pautada também na luta pela permanência estudantil, uma vez que atualmente na UNESP não existe uma pro reitoria para cuidar de assuntos pertinentes à permanência. Dia a dia vemos estudantes pobres desistindo de seus cursos voltando para suas casas com sonhos jogados ao limbo por a universidade vender um discurso e na realidade não conseguir dar condições para esses estudantes se manterem, enquanto verbas absurdas são gastas em parcerias público privadas favorecendo a hegemonia dominante, vemos estudantes serem sustentados por amigos para poderem estudar e se formar. Lutamos também por um RU (restaurante universitário) noturno para que as pessoas dos cursos noturnos possam se alimentar e para ter circulação noturna no campus e melhorar a segurança onde homens e mulheres estão sob constante ameaça devido à má iluminação, a falta de circulação de pessoas à noite e o pior dos motivos pelo fechamento das portas da universidade. As pessoas não entendem que esse espaço é publico e deveria ser ocupado pela sociedade. Nossos gestores estão mais preocupados com empresas como a Petrobras e parcerias com universidades estrangeiras para incentivar o produtivismo acadêmico “pra inglês ver” do que em trazer retorno social para as pessoas que sustentam a universidade…
POIS É CIDADÃO VOCÊ SABIA QUE O ICMS QUE VOCE PAGA 9% VAI PARA A UNIVERSIDADE PÚBLICA? E O QUE A UNIVERSIDADE TEM FEITO POR VOCÊS? SUGAR O SEU DINHEIRO ELA SABE.. E DEVOLVER?
Lutamos também pela construção do departamento da Engenharia Ambiental que é mais um curso vítima do programa de expansão de 2000 onde abriu-se um monte de cursos “pra inglês ver” e novamente esses cursos não tem professores e laboratórios.
E por fim (haha) ainda tem mais! Vai vendo!… Lutamos contra a resolução 111/12 que tira a atribuição da disciplina de estágio dos nossos professores e passa para os professores da rede publica, ou seja, o professor da rede além de tentar trabalhar com salas carregadas, estruturas precárias, escolas que mais parecem prisão do que espaços para sociabilizar as pessoas, eles tem ainda que cuidar dos estagiários da universidade pública.
E a gente vê na nossa telinha que ta tudo bem, pois é estamos cansados de sermos enganados.
Estudantes organizados dizem NÃO! E vamos pra luta exercer nosso direito legítimo à greve.
UNESP de Rio Claro Ocupada

(*)texto enviado por estudante da Unesp