FEUDUSP

o conceito não é tão complicado nem a analogia tão longínqua.

Temos muros, temos um fosso ou seria uma raia, temos portões e guardas, um exército para assegurar as ordens e não a ordem, uma floresta mágica que tem todo tipo de criaturas de lobisomens a lobos maus atrás de menininhas de vermelho, magos alquímicos e cabalísticos do alto de seus departamentos..cof cof castelos lançam maldições e notas escarlates. O olho voador que tudo vê mostra imagens para os reclames do Datena.

Ah e o rei?
Tem gente que quer matar o rei. E querem que a guilhotina seja de metal,
mas tem outros que querem que seja de borracha,
afinal a sociedade é estamental e temos ter que ter dó e compressão, afinal essas classes privilegiadas vão durar para sempre
e nós, pobres plebeus, somos efêmeros.
Só duramos um sexto, um dezesseisavos…

O politécnico