PSTU: um grupo que ataca covardemente e de tocaia

Os mesmos militantes que alegaram repudiar – após a assembleia de 7 de novembro – agressões a militantes na USP, estão agora legitimando o covarde e desproporcional ataque sofrido por Ivan. Na nota falaciosa, vaga e demagógica lançada pelo PSTU, alega-se que os agressores somente repeliram um novo ataque do PCO: Ivan teria partido pra cima de uma militante – mas, isso, nenhuma testemunha viu (e nem mesmo a dita nota procura explicar). Por outro lado, quem acompanha de perto pode enxergar de longe a sujeira dessa militância que, além de se utilizar dessa violência desmedida, se apóia em falsas acusações de machismo que deslegitimam o movimento feminista.
Seguem alguns links de depoimentos abaixo, pra quem quer enxergar além das informações lançadas pela campanha difamatória contra o PCO.

http://www.facebook.com/photo.php?v=3735818491617 – Relato do segurança que trabalha no porão, confirmando que Ivan não agrediu nenhuma militante do PSTU.

https://www.youtube.com/watch?v=spaCH5llSPI – Depoimento de Ana Yara, que presenciou o ocorrido.

https://www.youtube.com/watch?v=dmZjOmk73kg – Depoimento de Rômulo, outra testemunha.

https://www.facebook.com/usplivre/posts/548013015292854 – Testemunho e impressão de Fábio Hideki.

https://www.youtube.com/watch?v=ylGd-8LGg8Q /https://www.facebook.com/photo.php?v=3736743874751 /
https://www.facebook.com/usplivre/posts/549058888521600 – Depoimentos de Ivan, logo após sofrer a tentativa de espancamento e, posteriormente, explicando toda a conjuntura.

https://www.youtube.com/watch?v=zHWpCLCKz9Y – Explicações sobre a suposta agressão na assembleia de 7/11.

https://usplivre.org.br/2013/11/11/sobre-a-nota-do-dce-e-supostas-agressoes-assim-como-rodas-dce-acusa-e-provoca/ – Testemunho de um colaborador do Jornal da USP Livre.

Mulher Mosca