DENÚNCIA: Chefe de Departamento da Biblioteconomia obriga esposa de estudante a amamentar bebê sentada no chão

Imagem

O Jornal da USP Livre! recebeu uma denúncia direto do curso de Biblioteconomia da ECA (Escola de Comunicação e Artes). Segundo o relato que nos foi enviado o Chefe de Departamento, o professor doutor LUIS AUGUSTO MILANESI, entre outras irregularidades, retirou, sem motivo aparente, um sofá do hall de entrada do prédio, impedindo que qualquer pessoa que não esteja em sala de aula, aluno ou não, possa se sentar. O hall do curso ficou sem nenhum tipo de assento, cadeira, banco, nada, este fato levou a uma situação, segundo o relato, “vergonhosa e vexatória”, onde uma mãe, esposa de um estudante do curso, que estava com o filho recém-nascido no prédio, a amamentá-lo, sentada no chão, sem apoio para as costas.

Junto com o relato nos foi enviada uma foto (publicada acima) da mãe e do bebê sentados no chão para comprovar o fato.

Abaixo publicamos o relato que nos foi enviado na íntegra com mais detalhes.

Prezados

Recorro a vocês para fazer um apelo, pois o Departamento de Biblioteconomia e Documentação da USP retirou TODOS os assentos do hall de entrada do dito Departamento (que ali existiam e que estavam em bom estado, ao contrário do que foi alegado pela chefia), com as bênçãos do Chefe de Departamento Prof. Dr. Luis Augusto Milanesi (que é contraditoriamente docente responsável da disciplina Teoria da Ação Cultural), numa atitude arbitrária e sem sentido aparente e sem a devida consulta à seus alunos e frequentadores.

Ou seja, só podem sentar-se os que estiverem em aula, qualquer outro em qualquer outra condição (descansando, estudando fora do horário, conversando, comendo,esperando esposo(a) sair da aula) fica proibido de estar naquele ambiente? Essa é a mensagem?

Na sala dos professores há sofás, porém só os reservados aos alunos foram retirados. Teremos que sentar no chão para discutir trabalhos, encostados na parede do corredor, ao lado das portas das salas de aula, precariamente? Há uma pequena sala com computadores destinada a alunos, que não comporta sequer oito alunos sentados.

A Universidade é um espaço por excelência de convívio social, conversação, debates e discussões, e, nesse caso, tudo isso foi atropelado por uma decisão unilateral tomada pelo Chefe de Departamento há cerca de 6 meses atrás (que, aliás, quando era Diretor da ECA em 2005 retirou um sofá de couro verde de uma área comum para sua sala particular e, no mesmo período era ligado a “Associação de Apoio à Arte e Comunicação-Arco”, com sede no endereço residencial do próprio,com receita de R$ 3 milhões, 85% provenientes de cursos pagos de pós-graduação lato sensu e extensão pela ECA (http://www.adusp.org.br/index.php/defesa-da-universidade/147-fundacoes/355-sede-de-entidade-privada-que-gere-cursos-pagos-e-a-residencia-do-diretor-da-eca)).

 

A indignação culminou com a imensa vergonha e indignação ao fazer uma mãe (que é esposa de um de nossos colegas alunos) ter que amamentar seu bebê, sem apoio para as costas e no chão frio e duro. E no inverno, como será, ela amamentará seu bebê de pé?

 

Peço a ajuda de vocês para divulgar esse fato vergonhoso, pois o Sr. Milanesi pura e simplesmente está procrastinando os apelos feitos pelos alunos, através da representante discente.

Não estamos pedindo nada de mais: apenas que ele devolva os sofás que levou embora arbitrariamente, para seu local original e legítimo: o hall ao qual pertencia.

 

Abaixo segue em anexo a foto feita dia 13-03-2014, mostrando o hall, a mãe, o bebê e a situação vergonhosa e vexatória que tivemos que presenciar e que atesta a veracidade dos fatos que escrevi.

 

Espero ansiosamente o contato de vocês com um posicionamento e agradeço desde já a atenção dispensada.

Atenciosamente

 

Alunx de biblioteconomia