Não foi pelas criancinhas!

O reitor Zago, não é tão bonzinho assim, como a direção do DCE dizia há tempos atrás. Na sua jornada contra a universidade pública e sua política de privatização da USP o reitor golpista não para de atacar toda a comunidade universitária.

O ataque agora veio em direção ao Hospital Universitário que perdeu, desde o dia 20 de abril, o plantão de atendimento pediátrico. O atendimento era feito 24 horas e agora atende apenas das 7h às 19h. Segundo a direção do hospital atendimentos emergenciais estão sendo feitos, mas segundo pais que levaram seus filhos para serem atendidos após o horário foram impedidos de entrar por seguranças que avaliaram (!!!!!) que o caso não era emergencial. Este é resultado do Programa de Incentivo à Demissão Voluntária (PIDV) que a reitoria implantou para cortar gastos e acelerar a privatização da USP. Com o PIDV, desde 2014 o HU perdeu 213 funcionários, sendo 18 médicos.

Pais que levaram os filhos fora do horário não foram atendidos.
Pais que levaram os filhos fora do horário não foram atendidos.

Zago, o golpista, nem utilizou da demagogia barata dos parlamentares golpistas no Congresso que aprovaram o golpe em nome de “Deus”, da mãe, do pai, dos filhos, dos netinhos e das criancinhas. Fora Zago!