Quem é quem? – Professores a favor e contra o golpe!

Publicamos abaixo frases de professores a favor e contra o golpe que foram colhidas na internet, imprensa e em salas de aula:

A Favor

Janaína Paschoal em ato, antológico, pró golpe, no Largo São Francisco.
Janaína Paschoal em ato, antológico, pró golpe, no Largo São Francisco.


“Queremos libertar o País do cativeiro de almas e mentes. Não vamos abaixar a cabeça para essa gente com discurso único. Acabou a república da cobra.”

Janaína Pascoal (Direito Penal da Sanfran)

 

 

O golpista Miguel Reale Jr. em sessão do impeachment no Congresso.
O golpista Miguel Reale Jr. em sessão do impeachment no Congresso.

 

“É preciso lutar contra a quadrilha que tomou conta do Brasil”

Miguel Reale Júnior (Professor da Sanfran e braço direito do ex-reitor interventor Rodas se referindo ao PT e não a Temer e Cia)

 

 

 

Celso Lafer ao lado de outro golpista, FHC.
Celso Lafer ao lado de outro golpista, FHC.


“Impeachment está previsto na Constituição e não é golpe.”

Celso Lafer (Professor da Sanfran e ex-ministro do FHC), adaptado livremente

 

 

Éder Tadeu Gomes
Professor Éder Tadeu Gomes.


“Esse governo deve ser interrompido imediatamente, porque perdeu a legitimidade, tendo sido eleito com recursos ilegais e tendo seus principais líderes pactuado com um escândalo de corrupção de volume jamais visto”

Éder Tadeu Gomes Cavalheiro (vice-diretor do Instituto de Química de São Carlos)

 

 

Contra

 

Para Victor Aquino o impeachment é um tipo de golpe.
Para o professor Victor Aquino o impeachment é um tipo de golpe.


“[há vários tipos de golpe] O golpe armado como o de 1964, mais conhecido é um deles. Mas a utilização de mecanismos legais previstos na Constituição, sob o disfarce da legalidade [o impeachment], como este que está sendo urdido no País, é outro (…) O que se está gestando no País é, outra vez, um Estado de exceção.”

Victor Aquino (chefe do Depto de Relações Públicas, Propaganda e Turismo da ECA)

 

 

Para a professora Dilma Melo da ECA: censura nunca mais.
Para a professora Dilma Melo da ECA: censura nunca mais.

 

“Não podemos correr o risco de vivenciarmos de novo um Estado de exceção, como aconteceu na ditadura militar, com liberdade cerceada e todas as formas de expressão censuradas”

Dilma de Melo Silva (ECA)

 

 

 

Professor Sérgio Cardoso.
Professor Sérgio Cardoso.


“Precisamos reagir a essa onda conservadora e lutar para a manutenção desses valores e dos direitos já conquistados”

Sérgio Cardoso (Departamento de Filosofia da FFLCH)

 

 

 

chaui
Marilena Chauí.


“Os três poderes da República estão completamente acuados por um grupo de procuradores que se caracterizam por  juízes que pisoteiam a Constituição”

Marilena Chauí (FFLCH)

 

 

Para o professor Carlos Botazzo a imprensa é tão golpista quanto os parlamentares.
Para o professor Carlos Botazzo a imprensa é tão golpista quanto os parlamentares da direita.


“[o impeachment] não pode ser usado como se troca de camisa” e a imprensa brasileira é uma das mais “conspurcadas e podres deste planeta”

Carlos Botazzo (Faculdade de Saúde Pública)

 

 

 

Professora Laura Carvalho.
Professora Laura Carvalho.


“O que esperar de um governo já capitaneado por essa mesma FIESP e pelo PMDB que anunciou uma estratégia ainda mais agressiva e que ameaça os direitos constitucionais e dos trabalhadores?”

Laura Carvalho (FEA-USP)

 

Leda Paulani
Leda Paulani


“Se não tivermos liberdade, vamos ingressar novamente em um período nefasto do ponto de vista da democracia”

Leda Paulani (FEA-USP)

 

 

Professor Diogo Coutinho.
Professor Diogo Coutinho.

 


“O pedido de impeachment, que saiu de professores dessa casa, não nos representa”

Diogo Coutinho (Sanfran)

 

 

 

(Ajude-nos a completar esta lista, mande sua sugestão para usplivre@hotmail.com)